terça-feira, 9 de junho de 2015

UM POUCO DA CAMINHADA


Quando descobri que a caminhada seria longa e que o percurso não seria muito agradável, fiquei indeciso! 
Eu Buscava conforto, buscava certezas e sorrisos. 
Fiquei frustrado ao ver um caminho diferente do que sonhei e pedi.
Mesmo assim, decidi ir. 
Havia uma promessa que aliviava meus medos, uma promessa que me fazia esquecer as dificuldades.

Os primeiros passos me fizeram achar que a caminhada seria fácil e prazerosa. 
Sorrisos e prestígio me cercavam, amigos "sobravam", era tudo primavera! 
Eu já não me lembrava das promessas, a alegria do momento era o meu foco. Porém, aos poucos as pedras surgiram e comecei a tropeçar.
Meus pés se feriram e a dor começou. 
Logo os amigos partiram e ficou um vazio enorme, parecia que não podia sem eles, parecia estar sozinho e sem forças. 
A cada passo um novo desafio.
Surgiu então, uma louca vontade de desistir e voltar ao momento de conforto e alegrias, onde os amigos existiam e as lágrimas não molhavam meu rosto.

Mas continuei a caminhada.
Por várias vezes eu cai e pensei em voltar, mas fui aprendendo a conviver com a dor, aprendendo a não depender da reciprocidade.
Entendi que eu não precisava fingir uma identidade, bastava ser eu mesmo. 
E ser eu mesmo me trouxe consequências inesperadas. 
Trouxe também, os verdadeiros amigos, que não fogem na angústia, que não riem da minha dor.

Aprendi a duras perdas e muitas lágrimas derramadas que é preciso continuar, alegre ou triste, cercado de amigos ou sozinho.
Aprendi que só eu posso dá meus próprios passos, mas que é bom ter alguém que na queda, nos ajude a levantar.

Entendi que não posso sozinho, mas que alguns passos serão dados sem ninguém por perto!
Hoje consegui lembrar as promessas e elas voltaram a me dá forças, me ajudar a seguir em frente, seguir em busca da minha coroa, em busca da alegria verdadeira.
Alegria que não passa, não morre e nem se esconde.

Bom, sei que ainda posso tropeçar e até mesmo cair, mas eu sei que vou levantar e ser melhor!

WILTON LIMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário